quarta-feira, 19 de julho de 2017

FAÇA SEU PRÓPRIO SUBSTRATO DE ORQUÍDEAS

VOCÊ JÁ SABE QUE ORQUÍDEAS TEM E DO QUE ELAS GOSTAM, ENTÃO PORQUE NÃO FAZER SEU PRÓPRIO SUBSTRATO?


Aqui no Blogg, você já aprendeu sobre substratos, seja os tipos existentes, qual é o melhor substrato, etc., então vou dar dicas para você fazer seu próprio substrato a partir dos conhecimentos que você já possui.

Se você não leu sobre o que já foi publicado sobre substratos, acesse os links abaixo primeiro:
Mini curso - substrato
FALANDO DE SUBSTRATO
FICA A DICA DE HOJE - SUBSTRATOS

Então, vamos lá!

Com certeza você já usou vários tipos de substratos, não? E tenho certeza, que você já observou que suas orquídeas gostaram mais deste ou daquele.

Passos importantes para obter o sucesso:

1 - A primeira coisa a fazer é conhecer bem o clima de sua região!
     Se o clima da sua cidade é muito seco, opte por substratos que mantenham mais umidade, e vice -versa.
    a) é quente? Use substratos que retenham um pouco mais a umidade ( sgamo, chips de coco e outros)
    b) é frio? Opte pelos de secagem rápida ( brita, carvão...)

2 - Conheça o tipo de sua orquídea: Precisamos saber se nossa orquídea gosta de mais ou de menos umidade.

3 - Fique atento a estas dicas:
     a) orquídeas de raízes finas requerem mais umidade;
  b) orquídeas com raízes mais grossas, retém mais umidade (atenção às da família das Vandáceas, pois como tem raízes aéreas, necessitam de mais umidade, se não são cultivadas com substratos)
 c) Orquídeas que possuem pseudobulbo ( como as Cattleyas) costumam reter mais umidade, geralmente as de crescimento simpodial, ao contrário das de crescimento Monopodial, como as Vandas e as Phalaenópsis, que por não possuírem ou terem pseudobulbos menos "avantajados" retém menos umidade.
    d) Conheça os tipos de substratos:
   1 - Fibra de coco: SECAGEM MODERADA.
Muito utilizada pelo seu baixo custo; ( Confesso que já usei este tipo, mas não me dei bem com ele - assim como placas e vaso feitos de fibra de coco ; DICA: eles devem passar por processo de dessalinização e esterilização para serem usados ( por isso melhor comprar de fontes idôneas)

  2 - Casca de pinus: SECAGEM MODERADA
Dá uma boa fixação à planta pela sua rugosidade. DICA: opte sempre por tamanho do pedaço, compatível - eu adoro que elas tenhas entre 2 à 3 cm. Outra DICA importante: se vc não conhece a procedência, deixe de molho e vá trocando a água até sair uma água limpa.

   3 - Carvão: SECAGEM RÁPIDA:
É extremamente barato. O carvão é um bactericida natural e ajuda a manter a planta saudável e é ainda repelente de algumas pragas como caramujo e lesma.
DICA: Por ser muito drenante é recomendado usá-lo acompanhado de outro substrato que retenha água.
Sempre lave o carvão para retirar àquele pó, pois o mesmo adere as raízes.

   4 - Madeiras nobres: SECAGEM MODERADA.
São lascas de árvores em que as orquídeas vivem fixadas na natureza.,

   5 - Musgo esfagno: SECAGEM MODERADA
Estimula o enraizamento, por esse motivo é muito usado em plantas novas que precisam de cuidados especiais e também em substratos mistos mantendo a umidade necessária por mais tempo evitando o apodrecimento das raízes. Tem o inconveniente de se deteriorar rapidamente com o excesso de chuvas ou regas.

  6- Casca ou tronco de madeiras: SECAGEM SUPER RÁPIDA
Pode ser utilizada na forma de placas, toquinhos ou pedaços. Antes de escolher qual madeira usar é necessário saber a quantidade de tanino presente, pois é uma substancia que em excesso prejudica a planta queimando as raízes. As melhores placas são a de peroba rosa que além de rugosa, tem grande durabilidade.

   7 - Casca de macadâmia, nozes e afins (castanha do Pará, o caroço de macaúba, o caroço de açaí, juçara, bocaiuva, pindó): SECAGEM RÁPIDA
A macadâmia é rica em ácido fítico, que é liberado lentamente. O acido fítico é utilizada pelas plantas para armazenamento de fósforo, que é um nutriente responsável pela floração.

   8 - Isopor; SECAGEM SUPER RÁPIDA
Usado em larga escala pelos grandes orquidários porque possui muitas qualidades no uso como mistura no substrato para orquídeas e também como dreno no fundo dos vasos. É muito leve, não absorve água, resolvendo um problema de aeração, durabilidade extremamente alta

  9 - Brita - Para este tipo tem uma postagem especial : 

Agora que você já sabe o tipo de clima da sua região, os tipos de substratos em relação à secagem, o tipo de sua orquídea, poderá usar apenas um tipo ou misturar dois ou mais tipos e criar um que se adeque às suas necessidades.

DICA: Sempre que usar carvão, use novo e sempre lave bem antes de usar, pois o pó que contém se gruda nas raízes impedindo a "respiração" destas.

É claro, que vc pode comprar substrato pronto, seja individualmente ou em MIX, porém você tem que avaliar os itens citados acima.
        

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *