sexta-feira, 21 de julho de 2017

ESQUEMA DE APOIO PARA REGAS

REGAR PODE SER UMA TAREFA FÁCIL, PORÉM O RESULTADO PODE NÃO SER ÀQUELE QUE ESPERAMOS!


Tenho abordado diversas vezes sobre rega. A necessidade, sintomas de falta e excesso, etc.

Porém, tenho acompanhado que muitas pessoas ainda tem dificuldades sobre o assunto, quando se trata de orquídeas.

Nas condições climáticas do Brasil, as orquídeas precisam ser regadas uma vez na semana ou menos, dependendo do clima da sua região. O melhor modo de verificar se precisa ou não de rega, ainda a melhor solução é colocar seu dedo a uns 2 cm de profundidade no substrato. Se sentir úmido, NÃO regue. Se tiver dúvidas, NÃO regue. As orquídeas toleram mais a falta do que o excesso de água.

Nesta postagem, vou tentar, ajudar para que você encontre sua REGRA em relação as regas, respondendo primeiramente à estas perguntas:

1 - Conheça o tipo de orquídea que você tem: 
      a) ela gosta de mais ou menos água?
      b) ela tem raízes grossas ou finas?
      c) em que substrato ela está plantada?
      d) que tipo de vaso está?
      e) em que fase de desenvolvimento está?

* Com relação ao tipo você poderá acessar o Orquídeas de A a Z e consultar o tipo de sua orquídea, verificando este item ( ORQUÍDEAS DE A a Z)

5 segredos da rega perfeita
· Dispense o prato que fica embaixo do vaso. Orquídeas não gostam de ter água parada nas raízes.
· Com o dedo indicador, toque o substrato (a “terrinha”) e sinta se ele está seco. Se estiver bem úmido, nada de água.
· Vai regar? Leve o vaso para uma pia ou um tanque e deixe a água encharcar a planta até escorrer pelos furinhos. Molhe inclusive na parte debaixo das folhas. Deixe escorrendo por alguns minutos até voltar o vaso para o lugar em que ele estava.
· Se a planta estiver florida, tome cuidado para não derrubar água na flor. Não é que ela não goste de rega, não! O problema é que flores molhadas atraem pulgões, fungos e bactérias.

· Orquídeas como as chuva-de-ouro ou as catleias, que têm caule gordinho, precisam de menos água do que as outras. Essa região é chamada de pseudobulbo e serve como uma reserva de comida.

Após responder a estas perguntas, veja o quadro abaixo:


MAIS ÁGUA                                          MENOS ÁGUA                                         
Raízes finas Raízes grossas ( - família Vandáceas)
Tocos de madeira, nó de pinho, placas, cachepôs Vasos em geral
Vaso pequenoVaso grande
Vaso poroso (argila/barro)Vaso não poroso (ex: plástico)
Em crescimento ativoRepouso/dormência
Lugares muito iluminadosLugares pouco iluminados
Temperatura altaBaixa Temperatura
Boa ventilação (forte corrente de ar)Baixa ventilação

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *