ORQUÍDEA CATASETUM

VOCÊ SABIA QUE A CATASETUM É DIFERENTE DE ALGUMAS OUTRAS ORQUÍDEAS?


Catasetum pileatum

Orquídea Catasetum é diferente das outras na hora de ser plantada em vasos, pois quando plantamos uma Catasetum podemos colocar a muda no centro do vaso, pois ela da broto p todos os lados, por essa razão que digo a vocês a importância de conhecer a espécie de orquídea que vc tem em sua casa...e estamos juntas nesse próposito, nosso objetivo é informar e também aprender com todos os participantes; 

Existem aproximadamente 150 espécies de Catasetum. Elas são epífitas, endêmicas das Américas, do México à Argentina e, metade das quais no Brasil.

Possui flores unissexuais e raramente hermafrodita.

 Flor feminina

Flores hermafroditas de Ctsm. macrocarpum

As flores masculinas possuem duas anteras na parte inferior da coluna, que quando um inseto se aproxima, são lançados, se fixando no dorso do visitante, deixando-o pronto para fecundar uma outra flor.


As folhas, geralmente caducas ( caem antes da floração) são longas, largas e plissadas.

A haste floral sai da base do pseudobulbo, e pode dar dezenas de flores, algumas perfumadas.

Há 4 (quatro) elementos essenciais no cultivo do Catasetum: LUZ, CALOR, UMIDADE E VENTILAÇÃO.


Orientação geral cultivo:

Este grupo de orquídeas possuem flores cerosas, sendo que a maioria é decídua. Os pseudobulbos das plantas tem períodos de crescimento e repouso.

A maioria floresce antes do período de dormência quando perdem as folhas.

Luz: deve ser forte especialmente no final do período de crescimento. Proteger com tela de 50%.
No início do período do ciclo de crescimento, as plantas toleram menos luz de 1.500 a 3.000 velas. Plantas crescem melhor com nível de luz de 3.000 a 6.000 velas, ou 50% a 75% do sol pleno. Com o pseudobulbo maduro, endureça os dando-lhes mais luz.  Não tolera o frio ( temperaturas abaixo de 10.ºC irá estressar a planta, perdendo suas defesas, levando à doenças que poderão levar à morte. Estas orquídeas são de área tropical quente e crescem durante os meses de chuva do verão.

Rega: é um fator crítico para a produção de grandes pseudobulbos que resultam em melhores floradas. 
Quando as folhas caem a planta entra em estado de dormência e deve-se suspender a rega.
Uma grande quantidade de água deve ser armazenada pela planta no curto período de crescimento. Regue pesadamente quando as novas folhas estão formando. Com a maturação dos pseudobulbos reduza gradualmente a frequência da rega. Folhas irão amarelar e cair. Neste momento a rega deve ser completamente interrompida até que novos brotos apareçam. Regar durante o período de dormência somente se o pseudobulbo estiver severamente ressecado. 

Umidade: Deve ser de 40% a 60%. Isto pode ser providenciado com uma bandeja de britas e água, sem permitir que as raízes toquem na água. Ar deve se movimentar ao redor da planta para prevenir doenças e fungos. A falta de umidade faz abortar os botões e o excesso, em raízes encharcadas apodrece botões e brotos, daí a importância da ventilação

Quando a planta cessa o repouso e entra em atividade, com emissão de novos brotos e raízes, é hora de regar e adubar.

Adubação: adubar e regar regularmente produz pseudobulbos fortes. Use a formulação 30-10-10 enquanto as plantas estiverem em crescimento, diminuir a frequência à medida que os pseudobulbos formem. A formulação 10-30-20 deve ser usada no outono para estimular a floração, exceto para plantas que florescem na primavera. Aplicar com frequência soluções de concentração fraca é mais eficiente que aplicar concentrações fortes de vez em quando. 
DICA: adubar na parte da manhã e evitar adubos com excesso de Nitrogênio.

Replantio: devem ser programadas para coincidir com o início das nova brotações, normalmente na primavera. Novas raízes serão produzidas rapidamente nesta época e as plantas sentirão pouco impacto. Estas plantas possuem um vigoroso sistema radicular e requerem um rico substrato úmido durante a estação de crescimento. Muito produtos deixam as plantas com as raízes nuas durante o período de descanso da planta para mantê-la seca neste período. Substrato fino são comuns pra vasos pequenos e granulação média para vasos maiores. O esfagno tem sido usado com sucesso pela capacidade de reter água e o adubo. Podem ser plantadas em estacas ou placas é mais fácil de cuidar no período de dormência., mas é mais difícil no período de crescimento.

Alguns Catasetum

Catasetum barbatum

Catasetum denticulatum

Catasetum Fimbriatum

catasetum longifolium

catasetum macrocarpum.

catasetum saccatum



Catasetum sanguineum patrick

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *