segunda-feira, 21 de agosto de 2017

SISTEMA DE SEMI HIDROPONIA PARA ORQUÍDEAS

ESTE SISTEMA PODE SER USADO QUANDO VAMOS VIAJAR E PARA ALGUMAS PLANTAS QUE SE ENCONTRAR DEBILITADAS.


Você pode usar de duas maneiras este sistema:

1 -  Adaptando o vaso em que a planta já se encontra plantada;


Phalaenópsis em vaso plástico, adaptado em um fundo de garrafa Pet.

Neste sistema, você utilizará o fundo de uma garrafa Pet, que se adapte ao vaso.

Coloque água na parte de baixo, sem que esta toque o fundo do vaso. 

As regas são mais espaçadas. Apenas borrife, quando o substrato estiver seco. 

Você pode se basear pela coloração da raiz.

Necessidade de rega pela coloração da raiz



2 - Usando a garrafa Pet.

Sistema com garrafa Pet

Neste sistema, você usará uma garrafa pet, de acordo com o tamanho da planta.

Corte a garrafas na marca (própria da garrafa).



Na parte superior onde você plantará sua orquídea, coloque um pouco de substrato e passe um pedaço de barbante por dentro do substrato, deixando as pontas do barbante saírem pelo fundo. Ou, você poderá optar em deixar a tampa (fazer furos na tampa)

Plante sua orquídea, com o substrato específico para a espécie.

Encaixe a parte de cima, dentro do fundo.

Deverá ficar assim

 Com tampa furada.


Sem tampa e com barbante

Qualquer um dos sistemas ajudarão a sua orquídea a se recuperar.

CURTA, COMENTE, COMPARTILHE O CONHECIMENTO!


domingo, 20 de agosto de 2017

MODELOS DE ORQUIDÁRIOS PARA CONSTRUIR - GREEN HOUSE FOR ORCHID

MODELOS DE ORQUIDÁRIOS DE ENCHER OS OLHOS.

Para quem tem um espaço em casa que possa usar, seguem várias opções de como fazer seu orquidário.

Você pode pegar uma ideia de cada foto e fazer o seu personalizado.































Fotos: Google

GOSTOU?
CURTA, COMENTE, COMPARTILHE O CONHECIMENTO!

COMO FAZER MINI ESTUFA PARA ORQUÍDEAS

VOU ENSINAR A FAZER 2 MODELOS DE MINI ESTUFA


USANDO UM VIDRO:

Eles têm uma grande variedade de tamanhos e devem ser escolhidos em função da dimensão das plantas que você pretende cultivar. 





Basta enchê-los com os materiais de cultivo adequados para a orquídea escolhida e você terá uma linda miniestufa. 

Este sistema, cria um micro clima, mantendo a umidade ideal para o cultivo.

DICA: Cuidado com as regas! Uma vez que o vidro não tem furos para escoamento da água, você deve apenas manter o ambiente com boa umidade.

DICA 2: As plantas devem ficar abaixo da "boca" do vidro.


USANDO GARRAFA PET:

Neste sistema, você usará duas garrafa (se possível, uma um pouco maior que a outra), de acordo com o tamanho da planta.

Corte uma das garrafas na marca (própria da garrafa)


Encaixe a parte de cima, dentro do fundo.


Veja como deve ficar


Você pode deixar a tampa, porém deve furá-la, para que a água que irá ficar na parte de baixa "suba".

Corte outra garrafa, e com a parte superior e reserve.

Plante sua orquídea normalmente, usando o substrato indicado para o tipo de orquídea.

Cubra, formando uma estufa (este sistema eu uso no lugar da tão conhecida UTI, e tenho tido melhores resultados, sem mofar a planta).


DICA: Na parte em que vai plantar, passe um pedaço de barbante entre o substrato, de forma que as pontas dele saiam no fundo. Assim, estas pontas ficarão em contato com a água (que será colocada na parte de baixo) fazendo a água subir por capilaridade.

Eu uso o barbante, em algumas que cultivo no sistema de semi hidroponia e em UTI. Leia mais em:
UTI, Semi-hidroponia, Estufa

GOSTOU?
CURTA, COMENTE, COMPARTILHE O CONHECIMENTO!

sábado, 19 de agosto de 2017

PHALAENÓPSIS MORRENDO

CUIDADO AO DEIXAR ÁGUA PARADA NA AXILA DA PLANTA.



Levamos tempo cultivando, cuidando e, de repente nossa Phalaenópsis aparece com o centro (axila) com cor amarronzada... O que aconteceu?

Ao regar nossa orquídea devemos ter o cuidado de não deixar água acumulada na axila ("copinho") da planta, onde nasce as novas folhas.



Ao passar dos minutos a tendência é os pingos resultantes da rega ou da chuva, correrem para o centro, acumulando na axila, e se deixarmos esta água parada, levará ao apodrecimento.


Resultado da água parada na axila
                                                   

Como salvar?

Depende do estado em que está! Se muito adiantado, com queda das folhas, será muito difícil salvar, mas se for bem no comecinho, limpe com cotonetes o "copinho" e coloque canela em pó dentro.

A melhor solução é sempre cuidar para não deixar água parada no "copinho"!

Mini Phalaenópsis - Cultivo Tati Rodrigues

Gostou?
CURTA, COMENTE, COMPARTILHE O CONHECIMENTO!

CASCA DE OVO NAS ORQUÍDEAS

PREPARO DAS CASCAS DE OVOS PARA USAR NAS ORQUÍDEAS


O ovo faz parte do cardápio de todo mundo, não é? E, após o consumo, temos o hábito de jogar sua casca no lixo. Fazer isso resulta no desperdício de uma importe fonte de nutriente para as plantas e o solo: o cálcio, magnésio e potássio, que servem muito bem para nossas orquídeas.

Mas, atenção! A farinha pode deixar o substrato ligeiramente alcalino. E sabemos que as orquídeas preferem um pH neutro ( entre 5.6  e 6.5), ou seja levemente ácido e, talvez uma correção do pH seja necessário. Lembrando que: existe uma tendência natural do substrato ficarem ácidos com o tempo ( isso ocorre pelo uso de água, sais minerais acumulados no substrato devido as adubações e o próprio substrato com sua deterioração). 

Mas, vamos parar de falar em ph, substrato e afins e ir ao que interessa!

RECEITA DA FARINHA DE CASCA DE OVOS.




A farinha tem validade de aproximadamente 6 meses e o ideal é usar 1 colher de café em vasos pequenos e até 3 colheres de café em vasos maiores. Colocar na borda do vaso.

Eu costumo usar de 3 em 3 meses.

Gostou?
CURTA, COMENTE, COMPARTILHE O CONHECIMENTO!






PROTEGENDO NOSSAS ORQUÍDEAS EM DIAS CHUVOSOS

TELHADO DE GARRAFA PET



Além de protegermos nossas orquídeas, estaremos contribuindo para proteger o meio ambiente, reciclando as garrafas Pet.

O passo a passo da foto é auto explicativo, e você não terá dúvidas em construir seu telhado.

Notem que cada garrafa Pet, dará 2 "telhas".

Para regiões com muito sol, oriento colocar tela de sombrite abaixo deste telhado.




CURTA, COMENTE, COMPARTILHE O CONHECIMENTO!

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

REPLANTANDO ORQUÍDEA

SERÁ QUE ESTÁ NA HORA DE REPLANTAR MINHA ORQUÍDEA?


As orquídeas precisam ser transplantadas a cada um ou dois anos, pois o meio de crescimento delas ( o substrato) se deteriora e perde nutrientes.

Para a maioria das espécies, a primavera é o momento ideal para esse processo, mas também há outros fatores que devem ser levados em consideração.

A orquídea deve ser transplantada nas seguintes situações:

1 - Depois de ter florescido e quando estiver desenvolvendo novas raízes ou folhas;

2 - Quando as raízes e a planta começarem a ficar grandes demais para o vaso atual;

3 - Quando a planta não estiver florescendo ou formando flores novas;

4 - Se o vaso quebrar;

5 - Se a planta ficar infestada de insetos;

6 - Se o meio de crescimento estiver molhado e não estiver com a drenagem correta.

Tenha em mãos os materiais necessários!
1 - Vaso limpo;
2 - Substrato;
3 - Tesoura esterilizada ( em maçarico ou no fogo do fogão)
4 - Tutor;
5 - Plaquinha de identificação
6 - Arame, se for pendurar.
7 - Alicate


DICA 1: Antes de retirar a planta do vaso, molhe bem o substrato, assim sairá mais fácil, bem como deixará as raízes mais maleáveis, sem o perigo de quebrarem.

DICA 2: Deixe o substrato de molho por 30 minutos. Escorra bem e o deixe separado, pronto para uso.

DICA 3: lave bem as raízes, retirando o excesso de substrato que possa ter ficado.

DICA 4: Aproveite que retirou sua orquídea do vaso e faça uma limpeza nela, retirando palhas secas e raízes mortas. Se for necessário fazer algum corte, passe canela em pó em todos os cortes.

Replantando em vaso:

DICA: O vaso não pode ser muito grande, em relação a planta. Deve ter no máximo 2 dedos sobrando entre a planta e a borda do vaso.


1 - Coloque uma boa drenagem no vaso ( 1/3), pode ser pedra brita, cacos de tijolos ou telhas.


2 - Coloque um pouco do substrato, até faltar uns dois dedos da borda.

3 - Acomode a planta, sem forçar as raízes. Observando a "traseira" da planta, que deve ficar encostada no vaso. A frente da orquídea deve ficar no espaço livre deve ficar para a planta se desenvolver (onde nasce os brotos).

Obs: as orquídeas monopodias ( Phalaenopsis, Vandáceas, etc) devem estar centralizadas no vaso, sobrando uns dois dedos em toda volta da planta até a borda do vaso.

4 - Preencha os espaços com mais substrato, sem "enterrar" o rizoma.

5 - Coloque um tutor se necessário e identifique sua orquídea
Cultivo - Tati Rodrigues

DICA: Para diminuir o estresse do replante, deixe sua orquídea, recém plantada, em local com menos luminosidade e apenas borrife 1 vez na semana. Lembre que, como o substrato em que ela foi replantada, ficou de molho, ele manterá a umidade.


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *