segunda-feira, 6 de novembro de 2017

DICAS DE COMO CUIDAR DE ORQUÍDEAS

MUITAS PESSOAS ACREDITAM QUE CULTIVAR ORQUÍDEAS É DIFÍCIL, PORÉM COM ESTAS DICAS VOCÊ VAI CUIDAR MUITO BEM DA SUA.

Neste Blog você vai encontrar muitas dicas, por isso, não se atenha somente à esta postagem.

DICA 1 - Saiba que orquídea você tem!
Procure sempre comprar com a ID (identificação).
Se ganhou ou não há ID dela, procure se informar (você pode entrar em um grupo de orquídeas, buscar a informação em floriculturas, etc).
Plaquinha com a ID

Por que é tão importante?
Sabendo a ID, podemos pesquisar como ela vive na natureza e oferecer um ambiente com condições parecidas para que ela possa se desenvolver.


DICA 2 - Onde colocar sua orquídea em casa?
Quando sabemos a espécie, basta saber se ela gosta de mais ou menos luminosidade, umidade, etc.
Folhas com verde muito escuro indicam falta de luminosidade!

Vamos supor, que você ainda não sabe... Bom, então você deve:
1.º não deixar ela na embalagem de floricultura ( se veio assim);
2.º Se ela estiver plantada em esfagmo (musgo) e ele estiver com cheiro ácido, você deverá retirar ela, lavar suas raízes e replantar em casca de pinus (a maioria das orquídeas é epífita, ou seja, vivem presas em árvores).
3.º Opte por um lugar que só pegue sol até às 9h da manhã ou no fim de tarde - Deixar exposta ao sol vai queimar as folhas.
4.º O lugar escolhido não deve ter correntes de ar;
5.º Só molhe o substrato (material em que está plantada - como casca de pinus, carvão, etc.). Basta colocar o dedo dentro do substrato, se sentir úmido não molhe. Para o cultivo das orquídeas, o substrato é de fundamental importância, não devemos nunca usar qualquer tipo de terra para plantá-las, já que seu substrato deve possibilitar uma fácil drenagem. Mesmo as orquídeas terrestres precisam que seu substrato seja misturado ( terra, humus, casca de pinus, etc)


ATENÇÃO!
" É MAIS FÁCIL MATAR UMA ORQUÍDEA POR EXCESSO DE ÁGUA, DO QUE PELA FALTA".



Vamos esclarecer melhor o item sobre luminosidade e regas, assim você entenderá melhor!

Luz


Não deixe as orquídeas expostas à luz solar pois existe uma grande probabilidade das folhas sofrerem queimaduras;
A iluminação deve ser utilizada de forma indireta – ou seja com alguma proteção entre a planta e o sol, por exemplo, uma cortina;
O ideal é que o sol recebido indiretamente pela orquídea seja o da manhã;
  • Recomenda-se deixar a orquídea entre 50 a 70% na sombra;
Se as folhas da planta estiverem amareladas isso é um sinal de que ela está recebendo luz em excesso;
Se as folhas apresentarem-se estreitas, longas e de cor verde bem escura isso indica que a iluminação está deficiente.
Temperatura, ventilação e umidade
As orquídeas toleram variações de temperatura entre 10 a 40º C, mas a temperatura ideal fica em torno de 25 graus;
Deve-se evitar ventos fortes e canalizados diretamente nas plantas;
  • As orquídeas são adaptadas a condições de umidade do ar relativamente elevadas;
Em regiões mais secas, recomenda-se borrifá-las com água periodicamente, usar bandejas umidificadoras, usar fontes, etc.;
  • Apesar de gostar de umidade, ventilação e claridade, as orquídeas não suportam ficar expostas diretamente ao vento, sol e chuva.
Rega

Orquídeas não gostam de ter água parada nas raízes, por isso não utilize o prato que fica embaixo do vaso;
Para saber o momento certo de regar a planta toque o substrato (a “terrinha”) com o dedo indicador e sinta se ele está seco ou úmido. Se estiver bem úmido, nada de água. As regas devem ser feitas apenas quando o substrato estiver seco;
Para regar a orquídea, leve o vaso para uma pia ou um tanque e deixe a água encharcar a planta até escorrer pelos furinhos do vaso. Molhe inclusive na parte debaixo das folhas. Deixe escorrendo por alguns minutos antes de voltar o vaso para o lugar em que ele estava;
Se a planta estiver florida, tome cuidado para não derrubar água na flor. Flores molhadas atraem pulgões, fungos e bactérias;

DICA 3 - VASO

Jamais use vaso muito grande! As orquídeas gostam de ficar "apertadinhas".
Vaso grande, fará com que sua orquídea use muita energia para se fixar (elas não gostam de ficar soltas no vaso), e este gasto vai interferir em seu desenvolvimento.
Pode-se usar tanto os vasos de barro como os de plástico;

DICA 4 - Nutrição

Assim, como nós, as plantas precisam se alimentar para poderem se desenvolver, mas não é qualquer coisa que podemos dar a elas!

Umas super DICA: o adubo para orquídeas pode ser usado em outras plantas, mas o adubo de outras plantas não pode ser usado nas orquídeas!

Adubação e cuidados gerais

Você já ouviu falar no NKP? 


É um adubo produzido pela indústria que contém os nutrientes que as plantas mais necessitam para um crescimento saudável: Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Potássio (K). 

Se você observar a embalagem ele trará alguns números como 20-30-10... isso quer dizer que ele tem:
N - nitrogênio: 20%
P - Fósforo: 30%
K - Potássio 10%

Cada elemento químico é importante no desenvolvimento da orquídea, e dependendo da fase de desenvolvimento dela, ela irá precisar mais de um destes elementos!
Por exemplo: se sua orquídea já está emitindo brotos novos, é sinal que ela começa a precisar de mais P (fósforo), pois este auxilia na floração.


O produto pode ser comprado em casas agropecuárias, floriculturas, exposições, internet e até em alguns hipermercados e deve ser aplicado borrifando toda a planta, folhas e substrato.

Siga as recomendações do fabricante para a diluição.

Se você tem dúvidas quanto a fase de desenvolvimento de sua orquídea, use NPK 10-10-10 ou 20-20-20 que é de manutenção.

Quer saber mais?
Acesse os links abaixo:

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *