sábado, 29 de outubro de 2016

UMA ORQUÍDEA A MAIS, UM MEDICAMENTO A MENOS.

UMA ORQUÍDEA A MAIS, UM MEDICAMENTO A MENOS.


Cultivar orquídeas, além de prazeroso tem ajudado muitas pessoas com diversos problemas de saúde. O principal vilão é a depressão!

O tempo que permanecemos cuidando de nossas orquídeas, faz com que deixemos de lado algumas preocupações... esquecemos até o arroz no fogo (rsrsrsr).

Como tantas outras ocupações que temos em nosso dia a dia, desaceleramos quando estamos com elas. Apreciamos as novas raízes e brotos e, vamos ao delírio quando vemos uma haste floral se formando. Ao tirarmos as folhas secas, podar, fazer novas mudas, regar, adubar... entre tantas outras coisas, ocupamos nossa cabeça com algo que temos a certeza nos recompensará, em sua devida época.

Sei que queremos ter sempre nossa casa florida!
Sei que postar fotos delas floridas é o máximo!
Mas, não adianta sair comprando várias floridas e não cuidar... deixar elas abandonadas em um canto!

Sei bem, que muitas vezes, quando vemos que uma adoecer, aparecer pragas, morrer uma orquídea... ou quando fazemos várias tentativas para salvar uma orquídea, temos a vontade de desistir! Eu mesma já passei por isso! Me achava incompetente, que o estigma de que cultivar orquídeas era realmente difícil.

Mas, aprendi uma grande lição: cultivar orquídeas é ter paciência!

E não existe melhor remédio que a paciência.




2 comentários:

Marlei Stein disse...

Paciência é uma das grandes virtudes que o ser humano deveria saber cultivar. E realmente, cuidar de orquídeas, além de nos ensinar a ter paciência, nos ajuda a cuidar de nossa saúde física e mental. Obrigada, Tati, por tantos ensinamentos. Deus te abençoe sempre.

Tati Rodrigues disse...

Obrigada querida <3

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *