segunda-feira, 8 de maio de 2017

MINI CURSO 7 - Floração

Floração - o que todos nós mais desejamos!

A imagem pode conter: planta, flor e natureza

Zygopetalum - Cultivo Tati Rodrigues

O objetivo de quem cultiva é ter flor, não é? 

Só que se não atendermos as necessidades da planta ( como já ensinamos em outros MINI CURSOS) podemos ter linda folhagem somente, ou pior, perder a planta toda com ataques dos inquilinos indesejáveis ou doenças...

Pois bem, hj estaremos abordando, de uma maneira geral, o que é necessário para termos flor e o porque não as temos!

Mini Phalaenopsis - Cultivo Tati Rodrigues

A primeira coisa que vc precisa saber é que as orquídeas florescem todos os anos ( em algumas espécies apenas uma vez, mas há outras que podem florescer mais de 2 vezes). Se sua orquídea está sem florescer algo vc fez errado ou deixou de fazer!

Lembre-se que cada espécie tem necessidades um pouco diferentes para crescer e florescer, mas as variáveis são sempre as mesmas – luz, temperatura, água, solo e umidade.

Como já vimos, algumas coisas são primordiais no cultivo das orquídeas:

1 - Dar a ela as mesmas ( ou próximo) condições que ela teria no habitat normal ( como saber? Sabendo a ID - Nome e pesquisando seus hábitos), como luminosidade, umidade, regas, adubação....

2 - Paciência, paciência, paciência....

Se já se passou um ano e suas orquídeas não deram flores, verifique se elas estão recebendo a quantidade certa de luminosidade.
A falta de luz é a principal causa da ausência de flores. Experimente trocar a sua planta de lugar (o que só deve ser feito quando houver um problema com a orquídea) e espere para ver se no próximo ano as flores irão surgir.

Lembre-se que apenas uma planta em boas condições dará flores. Uma orquídea com problemas vai evitar gastar energia com floração a fim de se preservar!!!

DICAS: 

Nunca aplique adubos nem água nas flores ou nos botões, pois você pode causar o abortamento da floração. Você pode adubar as orquídeas floridas com cuidado. 

E quando as flores da sua orquídea se forem é importante fazer a poda, removendo as hastes, já que elas não irão mais florescer na a grande maioria das espécies de orquídeas.

Aproveite, após a floração para dar uma geral em sua orquídea: retirando palhas secas e raízes mortas, trocando o substrato (se necessário)... Após a floração ela entrará em um período de dormência para recuperar a energia ( é como uma mulher que deu à luz... precisa se recuperar <3 span="">)

Algumas das espécies de orquídeas têm necessidades diferentes de exposição à luz solar. Por exemplo, a sapatinho (Paphiopedilum) e a miltônia não gostam de luz direta. Uma janela do lado oposto ao sol é um ótimo local para esses tipos de orquídeas.

A Cattleya, a orquídea olhos de boneca, a Oncidium e a Cymbidium, por outro lado, necessitam de uma grande exposição à luz solar para que cresçam. Uma janela onde bata luz solar direta é melhor para essas espécies.

No inverno, em algumas reigões a umidade do ar cai muito, e muitas pessoas confundem isso, achando que no inverno a umidade é maior. Use umidificadores de ar, ou fontes ou bandejas colocadas em baixo dos vasos ( bandejas e não pratinhos) - FOTO do cultivo da Maria Elizabeth.

A imagem pode conter: planta


Fornecer os nutrientes corretos para a planta pode estimular o crescimento rápido e a floração antecipada.

Preste atenção à estação!

Cada espécie de orquídea tem uma estação de crescimento, ou seja, uma época do ano quando as flores desabrocham. Se a estação atual não for a época da espécie que você tem, ela não vai florescer. A maioria das orquídeas, incluindo a Phalaenopsis costuma desenvolver folhas novas nos meses de verão. As hastes e os botões aparecem no fim do outono e logo depois eles nascem e continuam a florescer até a primavera. Essa estação das flores costuma acabar no meio de setembro.

Se a orquídea não estiver dando flores, o motivo é quase sempre a falta de luz. Uma das melhores maneiras de descobrir se a planta está recebendo uma quantia suficiente de luz é verificar a cor da folha.

Verifique as hastes e as folhas para ver se há sinais de desidratação. Se elas estiverem murchas ou enrugadas, a planta precisa de mais água. Sempre é preciso aumentar a frequência das regas quando a orquídea estiver desabrochando ativamente.

DICAS:

Aumente as regas ao perceber que há novos brotos ou raízes na orquídea.

O excesso de água pode matar uma orquídea rapidamente.

 Nunca deixe a sua planta ficar em um vaso encharcado e com poças de água

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *