quinta-feira, 20 de julho de 2017

FRIO, CALOR E NOSSAS ORQUÍDEAS

MUDANÇA DE TEMPERATURA



Sabemos que a alteração de temperatura ( dias mais quentes e noites mais frias) são essenciais para a floração, pois, na natureza ela consegue facilmente isso, mas e em casa?

Em regiões muito frias deve-se, se possível, trazer a orquídea para dentro de casa à noite, pois a queda da temperatura é muito grande.

Quado nossas orquídeas estão em árvores ou orquidários externos, o que podemos fazer é protege-las, seja colocando plásticos sobre elas ( evitando que o sereno, geada e outros venham a mata-la) e nos orquidários, envolver o mesmo com plástico agrícola. Uma outra opção, lembrando dos vinhedos é colocar latões com carvão, fogo e palha molhada em cima, produzindo uma "nuvem" de fumaça aquecida.

A observação fica para as orquídeas que ficam próximas às janelas, coloque um papelão entre o vaso e a janela, assim impedirá o frio gélido.


Observe sempre sua orquídea, pois se a temperatura é muito baixa as folhas e brotos logo ficarão escuros e moles e a orquídea como um todo ficará debilitada, sendo que a planta não será capaz de se defender de pragas e doenças.

No caso de temperaturas elevadas as folhas ficarão amarelas ou pretas. As ponta começam a ficas acastanhadas, com aparência de secas. AS folhas irão cair e as novas nascem deformadas.

Aumente a circulação de ar e coloque bandejas umidificadoras, fontes e se preciso até um ventilador.

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *