terça-feira, 16 de maio de 2017

CULTIVO DE ORQUÍDEAS NA PEDRA BRITA







Como cultivar orquídea na pedra brita

Resultado de imagem para cultivo de orquídea em brita

A pedra brita são rochas trituradas por máquinas formando diferentes tamanhos de pedras. 

O destino principal das britas é a construção civil, como componente do concreto e pode ser usada como substrato para muitos gêneros de orquídeas. Não apenas para a drenagem no fundo dos vasos, mas como a totalidade do substrato.


Você poderá encontrar a pedra brita em casas de construção. Existem no mercado diversas cores, em cinza, rosada, esbranquiçada e até pretas. O importante no cultivo é o tamanho, mais conhecido como granulometria,



A granulometria mais recomendada é a Brita 0 até Brita 2

Existe muitas vantagens no cultivo com a brita, sendo a maior delas o fato de não se decompor, o que facilita no replante, que somente será feito se a planta necessita de um vaso maior ou se o vaso esta com problemas. Como é um material inerte não existe o risco de pragas, pois não há meio de seu desenvolvimento. A planta jamais ficará encharcada, mesmo com chuva excessiva ( por isso, as regas devem ser mais frequentes). A aeração das raízes fica ótima, devido aos espaços entre as britas. Uma outra vantagem, que para muitos é importante é o preço, pois trata-se de uma substrato barato se comparado com outros comprados.

Mas, nem tudo é excepcional com seu uso!

Como não retém umidade, as regas deverão ser mais frequentes.
Um ponto a considerar é quanto a secagem da brita, que não é tão rápida como pensamos.

DICAS: 
1 - Em locais cobertos regue de 2 em 2 dias, no mínimo ( vai depender do clima da sua região).
2 - Vasos que ficam externamente, sujeitos ao sol, precisam ter uma camada de sfagmo por cima, para manter a umidade - Lembrem que se a pedra receber sol direto esquenta, podendo queimar as raízes.
3 - Se vc usar a brita, o vaso ficará bem pesado, por isso considere de colocar os vaso sobre bancada e não pendurados. Vc poderá usar no fundo do vaso Isopor ou Argila expandida para deixar o vaso mais leve.


Como usar a brita?
Imagem relacionada

Escolha a granulometria ideal, conforme a classificação acima - n.º1 e no max a n.º 2. 
Na parte de cima colocar uma pequena camada de pedriscos, o que impede que os adubos granulados orgânicos lixiviem rapidamente.

Lave bem a quantidade que irá utilizar, a fim de retirar o pó e impurezas que possam conter.

Imagem relacionada

A colocação da planta no vaso segue a mesma técnica usada para outros substratos, ou seja, plantas de crescimento simpodial devem ter a parte da traseira encostada na parede do vaso e as monopodiais plantadas no centro.

Algumas espécies que se adpatam muito bem ao cultivo com brita são: Cattleya, Laelia, Dendrobium. Algumas outras que se adaptam, mas dependem do clima de sua região, são Phalaenópsis, Brassis, Miltonia, Maxilaria, Cymbidium, hibridos e até algumas micro orquídeas.

Lembrando que se a espécie for rupícola, com certeza se dará melhor neste método de cultivo.

Antes de plantar, identifique sua orquídea e veja como ela vive em seu habitat natural, se elas crescem e se desenvolvem bem próximo ou em rochas, elas irão amar este método.

Até a planta fixar totalmente é bom sustentá-la com tutor.

Vale ressaltar que a opção de cultivo e de tipos de substratos e afins vai da experiência encontrada. O que para muitos vem dando certo, melhor não mudar. 

Você pode fazer experiência com uma planta e observar os resultado e então decidir!






4 comentários:

Marlei Stein disse...

Nunca imaginei cultivar orquídeas em pera brita. Interessante e curioso.

Tati Rodrigues disse...

Devido ao clima da minha região, eu sempre misturo a brita ao sfagmo.

Priscila Lemos disse...

Uauuuuuuuuuuuuu adorei

Tati Rodrigues disse...

Obrigada.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *