quinta-feira, 1 de junho de 2017

CUIDADOS COM AS ORQUÍDEAS: ANTES DURANTE E DEPOIS DA COMPRA

O ANTES, O DURANTE E O DEPOIS


Com estas dicas você terá êxito no cultivo!



Primeiro: 
Adquira orquídeas que se adaptem ao seu clima e tempo disponível para os cuidados e sempre compre com o nome dela.

Segundo: 
Não saia comprando todas que vê e acha lindas. Sei que quando começamos, não resistimos e saímos comprando... rsrsrsr

No cultivo de orquídeas MENOS é MAIS. 

Terceiro: 
Compre poucas ( deixe o entusiasmo para depois, quando souber cuidar delas). Para aprender como cuidar é melhor ter menos.

A maioria das orquídeas são epífitas ( vivem presas nas árvores, sem delas retirar nada - NÃO SÃO PARASITAS). Na natureza elas tem tudo o que precisam! 
Já em casa, precisamos adaptar o local onde as deixaremos parecido com o que elas tem em seu habitat normal.

Como fazer isso?
Leia novamente o início do texto! Ou seja, somente adquira orquídeas que se adaptem ao seu clima e identificadas ( sabendo o nome delas)
Encyclia Randii

Como saber disso?
1 - Vc precisa saber que orquídea está adquirindo:

a) Anote o nome da orquídea que vc quer!

b) Pesquise na internet sobre a planta ou pergunte no grupo.


2 - Escolhendo uma orquídea:

a) prefira as orquídeas que possuem mais de 3 pseudobulbos sadios;

b) Se esta começando, opte por orquídeas floridas e com alguns botões para abrir;

c) As folhas devem estar lindas, sem cortes ( isso indica que já teve algum problema), sem manchas;

d) Os pseudobulbos devem estar gordinhos, sem manchas (principalmente manchas negras)

e) Observe o substrato (material onde ela está plantada): ele não deve ter cheiro azedo/ácido. Verifique se não está com nenhum hospedeiro indesejado ( cochonilhas, caramujos, etc).

f) se comprar pela internet, busque sempre pela idoneidade do vendedor (pela internet não temos como ver os itens acima, por isso é importante que o vendedor seja íntegro, responsável). Outra coisa importante: qdo compramos pela internet, temos que conhecer com que tamanhos ele trabalha (pois podemos gostar do preço da orquídea da foto e receber uma bem pequena, sem flor, sem nada...)


3 - Quando chegar com sua orquídea em casa:

a) Anote em uma plaquinha o nome dela, a data que comprou, de quem comprou e se estava com flores ( isso é importante para saber aproximadamente qdo ela deverá florir novamente). Sem flores, elas são parecidas!




b) Não deixe a recém chegada junto com as demais: se ela apresentar alguma doença não passará para as outras;


Mantenha ela em quarentena.

DICA: para as recém chegadas sem flor eu replanto ( hidratando ela antes do replante), assim verifico o estado das raízes. Se está com flor, aguardo e vou acompanhando... qualquer sinal de folhas amarelando ou abortamento de botões, eu replanto e salvo a planta.

4 comentários:

Priscila Lemos disse...

SUPER IMPORTANTE ESTAS DICAS!

Tati Rodrigues disse...

Obrigada por comentar :)

Priscilla Tukoff disse...

Olá, adorei seu blog! Tenho um simplório orquidário feito de pallet e coberto com sombrite. Acontece que deu cupim nele e eles comeram uma parte das raízes de uma Vanda novinha (nova em idade) que tenho. Fiz uma UTI pra ela e deixei um mês; tirei ontem pq as raízes começaram a ficar marrons. Hj ela está suspensa com as raízes brancas e bem secas. O que devo fazer? Moro em MG, e o clima está bem quente de dia e bem frio à noite. Muito obrigada!

Tati Rodrigues disse...

Priscila,
As Vandas gostam de mais luminosidade do que as demais orquídeas, vc pode cortar as raízes velhas ( com tesoura esterilizada no fogo) e passar canela em pó n corte. Prenda ela dentro da cestinha ( se está em uma) com a ajuda de um tutor. Coloque dentro da uma cada de sfagno e borrife diariamente água. Uma vez na semana borrife enraizador. Logo brotarão novas raízes.
Aqui não consigo colocar fotos ( na mensagem) mas, se quiser maior ajuda, entre no meu grupo do face ( Orquídeas sem segredos) e lá poderei te ajudar melhor usando fotos.