quinta-feira, 15 de junho de 2017

SINAIS DE "PROBLEMAS" EM UMA ORQUÍDEA

COMO SABER QUE MINHA ORQUÍDEA PODE ESTAR COM ALGUM PROBLEMA?



As dicas dadas a seguir, podem e devem ser usadas também na aquisição da planta, pois se apresentar algum destes sinais é possível que você esteja comprando uma planta doente.


Uma das maiores habilidades que um colecionador de orquídeas deve desenvolver para obter sucesso no seu cultivo é a de observar as sua plantas e perceber os sinais de que pode existir algo errado como elas. 




A detecção precoce permite uma rápida intervenção sem que os sinais avancem na direção de grandes prejuízos e até a morte da planta.

1 - A cor das folhas

Normalmente nos preocupamos com o colorido das folhas quando elas ficam amareladas, mas isso não é tudo. 
Lembre-se que é normal as folhas mais antigas ficarem amarelas pelo envelhecimento natural. 
(Os demais motivos são explicados em outras postagens: falta ou excesso de adubo, excesso de luminosidade, doenças, pragas, etc)

O erro mais comum é achar lindas as plantas com folhas no colorido verde escuro. 
Muitas vezes o colecionador até elogia um cultivo em que as plantas estejam assim, mas não se engane, tem algo de errado. 


As folhas verde escuras indicam falta de luz e isso quer diz que sua planta terá dificuldades em florescer e que está mais susceptível a doenças. 

DICA: Sugiro a leitura sobre adubos:


2 - Folhas manchadas

Primeiramente tenha certeza que as manchas não são características da própria planta (como as encontradas na Oncidium Sharry Baby - mais conhecida como orquídea chocolate). 
Onc. Sharry Baby

Em algumas espécies é bem comum encontrar manchas purpuras escuras ao castanho. 

Cattleya schilleriana

Essas manchas são sempre estáveis, não progressivas e todas as folhas tem o mesmo padrão sem que as folhas necessariamente caiam. Essas pintas costumam se intensificar na medida que se aumenta a luminosidade . 


Ainda assim, manchas realmente podem indicar problemas. 



Esses problemas vão desde a picada de insetos sugadores (ácaros, thentecoris, tripes..) até a necrose causada pelo ataque de fungos ou bactérias contagio por vírus, não incomum que todas as opções estejam associadas. 

Déficit ou excesso de nutrientes também podem causar manchas características, mas se a sua adubação for balanceada essa é uma hipótese que deve ficar em segundo plano. 

Para aprofundamento da questão sugerimos a leitura dos arquivos: 


Menos comuns são as manchas por queimaduras de sol.
 


3 - Raízes mortas


Em se tratando de raízes mortas podemos ter desde a morte da ponta da raiz, até a morte da planta. 


Uma raiz saudável em crescimento apresenta a sua ponta verde (as vezes pigmentada); 


Infelizmente essa parte em crescimento é muito sensível e as vezes um simples toque, ou o balançar de uma orquídea solta do vaso é suficiente para interromper o seu crescimento. 



Outro culpado pode ser o acumulo de sais da adubação. Os sais da adubação somente devem ser dados na dose indicada, doses mais altas causarão a queima das raízes.


Defensivos usados em doses erradas também devem ser considerados.

Nematoides (pequenos vermes), lesmas, caracóis e lagartas podem devorar raízes inteiras. Crustáceos conhecidos como "tatuzinhos de jardim" podem roer as raízes e, portanto, não são bem-vindos no vaso. 



Já a morte total de uma raiz normalmente é causada pelo ataque de fungos, bactérias. 


A morte de raízes muitas vezes pode ser denunciada por plantas murchas. O excesso de água pode matar as raízes e isso explica o porque de você estar molhando a planta e ela continuar murcha. 

Lembre que o excesso de água mata mais que a falta.



4 - Folhas perfuradas ou comidas

Nesta caso a principal hipótese a ser investigada é a presença de lagartas. 

Em se tratando de plantas pequenas chegam a devora-las por inteiro sem deixar rastros. 
O maior problema é que muitas lagartas tem habito de comer somente a noite e durante o dia ficam escondidas dentro do vaso, dando a impressão de que elas ja tenham ido embora. 
Porém, o ataque pode ser de outros "inquilinos indesejáveis", como o Tentecoris, que ao chegarmos perto, se esconde em baixo da folha.



Veja mais em:


5 - Folhas e bulbos podres (apodrecidos)

Essa situação costuma ser mais grave, indicando o ataque de especies de fungos e bactérias muito agressivas. 



No entanto, esses fungos e bactérias normalmente pegam carona em fatores ambientais como a falta de ventilação, pouca luminosidade e muita umidade. Esse tipo de problema exige rápida intervenção e muitas vezes levará a morte da planta.

DICA de leitura para complementar o artigo:


Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *